14 de maio de 2006

O Ser Repórter

(Foto tirada por eu mesma numa visita à reserva indígena Tenondé Porã. Este é o CECI - Centro Educacional de Cultura Indígena - obra realizada durante o mandato da prefeita Marta do PT, com orçamento de quase 800 mil reais.)



Nem receptivos, nem hostis. Os índios Guaranis da tribo Tenondé Porá – que significa algo como “futuro brilhante” ou “futuro bonito” - não gostam de jornalistas.
Numa estrada distante do centro de Parelheiros, extremo Sul de São Paulo, existem duas reservas indígenas com território protegido pela FUNAI – Fundação Nacional do Índio.
Freqüentemente visitadas por moradores da região, curiosos, biólogos, integrantes de ONG’s, estudantes e até estrangeiros, as duas tribos juntas somam por volta de 1000 nativos.

[...]
A transmissão do conhecimento e da sabedoria milenar é passada oralmente pela própria comunidade às suas crianças, que representam o futuro e a garantia de preservação da tradição. Cerca de 80 famílias possuem televisão, mas todos têm consciência da importância de se manter os ritos em paralelo à tecnologia. Mesmo no século XXI, os índios sofrem muito com o preconceito.

As mulheres, nas poucas vezes que deixam a reserva, são mal-vistas e por vezes até ofendidas. Os índios não são respeitados como os legítimos brasileiros que são.
A constituição que garante direitos e limites aos índios está em formação. O regimento não é definitivo. Isto fragiliza ainda mais a defesa dos índios.
Ocorrências, como jornalistas que distorcem declarações e fatos, já são conhecidas. Políticos, suas promessas e suas atitudes pós-eleições também já foram observados.
Os puramente brasileiros aguardam esperançosamente as mudanças vindas em doses homeopáticas. Aguardam há pouco mais de 500 anos. E continuarão, bravamente, aguardando.


Camila Caringe.
Quem se interessar em ler a matéria na íntegra, favor solicitar por e-mail: carincci@gmail.com

5 comentários:

Anônimo disse...

para lady

nossa dizer oq vc ta mudando...vc sempre muda..
the people changes eh oq sempre cochicho pra mim mesmo

amoti ca e to morrendo de saudade..sobre a materia..vou pedir na integra mais naum tenho mais palavras pra dizer o quanto eh incricel sua capacidade de passar da mente ao papel ( q seja) palavras e frases q demostram exatamente oq quer....bjos...continue sempre assim.....mesmo mi fazendo naum ti ver ?<...


bjaooo

Anônimo disse...

cahhhh!!!!!
vc falou pra mim dizer o que eu achei do seu texto.. então..
eu acho que ficou mto ruim!!!! precisa melhorar mto, ainda viuu!!!

hahahahahahahha!!!! tô brincandooo!! vc sabe que td que vc escreve eu acho ótimoo!!!
como esse textoo!! ficou mto bom!!! =]

te amo!!!
bjo!!! =*

*_táta_*

Rodrigo disse...

fiquei conhecendo seu blogger por um amigo meu, muito legal, textos realmente interesantes, com palavras não da para explicar o que significa ler este blogger.
continuarei visitando.

Anônimo disse...

belo texto

Xu disse...

Já te disse o quão orgulhosa eu estou de vc, né ?!
Te entendo quando vc diz não entender as pessoas...Sei o que é importante para vc e a curiosidade pelo novo.

Pensamos que tudo que tem que mudar já mudou..Mais o ruim, é que a gente foi enganada, e ainda tem muita coisa para ser mudada !

Curta esse momento da sua vida sem deixar nada e nem ninguém atrapalhar !

Vc sabe q eu estou ao seu lado em qualquer decisão que vc for tomar. Mesmo eu ficando com aquela carinha triste..

Te amo demais e te desejo toda loucura do mundo minha querida Xu !!!