8 de setembro de 2005

.Caros amigos.


As poesias são meninas faceiras. Elas dançam no papel olhando dentro dos olhos do leitor chamando-o para dentro.
As poesias rebolam, fingem, disfarçam, comentam, cantam e gesticulam.
As poesias querem a liberdade de poder ir embora sabendo que ficarão para sempre.
Uma frase, um texto, uma redação, vêm para mostrar.
A poesia vem para viver.
A mágica da palavra certa não pode ser vista somente.
Se algum dia você soube que a palavra era a certa, então é porque você a vivenciou, você experimentou, você dançou ao ritmo dela e se apaixonou.
A poesia quer apaixonar. As estrofes brilham e as palavras dão aquela piscadela de um olho só enquanto chamam com as mãos.
Na poesia tudo é festa, tudo é poético.
A poesia quer brincar de esconde-esconde, de pega-pega, de ser o que não é.
A frase quer flechar. Vem no alvo, acerta e arrasta.
A poesia convence a ir pela própria vontade.
Palavra pode ser euforia de encanto ou de perdição.
A frase avisa que você se perdeu.
A poesia sorri enquanto faz você querer se perder.

Camila Caringe

4 comentários:

Filipe.fe disse...

Linda garota
Barata tonta
Beijos DSN

Xu-uuuuu disse...

Hummmmm...
ainda aki...esperando vc sabe oq...
sem mais comentários...
apenas q eu te amoooo mtão !!!!!!!!!!!
Bju

Anônimo disse...

Lindasss
simplesmente lindas..
parabéns..
ahh boa sorte na prova emm...
grande beijo
Rodrigo

Táta disse...

Cá!!!! Que blog, lindo!!!!
Que foto feia!!! hahaha!!! tô brincando!!! TODAS as fotos estão lindas, cá!!!!
bjããooo!!!!
Ah! boa sorte na prova... concerteza vc vai passar... aí vc vai me levar pra passiar, neh!!?
hahaha!!!!