24 de agosto de 2010

Lendas eleitorais

Queridos leitores, bem sabem que não gosto de falar sobre política no blog nosso de cada dia. E não vou falar. Vou apenas reproduzir aqui um trecho da letra do jingle da Dilma Rousseff para presidente. A música, claro, não fala sobre política. Então estou auto-autorizada a publicá-la:

Deixo em tuas mãos o meu povo
E tudo o que mais amei
Mas só deixo porque sei
Que vais continuar o que fiz
E meu país será melhor
E o meu povo mais feliz
Do jeito que eu sonhei e sempre quis
[...]
Agora as mãos de uma mulher vão nos conduzir
Eu sigo com saudade, mas feliz a sorrir
Pois sei, o meu povo ganhou uma mãe
Que tem um coração que vai do Oiapoque ao Chuí

Pois é. Parece que agora eu tenho duas mães. Quero dizer, três, porque dizem que avó é uma segunda mãe. Ou melhor, quatro, porque ainda tenho minhas duas avós vivas.


Mas, voltando ao assunto central, creio mesmo que esse jingle merecia ser escarafunchado para estudos sociológicos, políticos, históricos, econômicos, semióticos, publicitários e holísticos, colocado como objeto ao lado daquela foto bonita do Lula cumprimentando um menininho negro.





E acho também que certos trechos mereciam entrar para o PENSADOR.INFO, com um link associado à célebre frase de Paola Bracho: “Eu detesto sentimentalismo barato.”

5 comentários:

Joey Marrie disse...

Aha!
Paola Bracho é a melhor. Só aquela risada dela...
Se fosse ela a candidata eu votava.

o/

Lih Batista disse...

ADOREIIIIIIII! *-*

Tenho "raiva" da cara da Dilma, ela querer ser minha "mãe" é o fim. ¬¬

Paola Bracho forever!!!! ♥

\o/

LIno XOngas disse...

Pra falar a verdade eu nunca levei jingle a sério (nenhum deles)... humm, tá bom, aqueles do Arnaldo Antunes não considero propriamente jingle.

Luciano de Sálua disse...

Hahahaha, presente nesse natal num vai faltar! Quanto mais gente na familia, melhor!

Magno Nunes disse...

Se a Dilma é mãe, sou órfão....
O Brasil pode mais...

Porém o cara lá num tá podendo nada...
O Lula é gênio, mas será genial em sua escolha.

Se vc reparar ele diz "tenho quase certeza" quando fala da Dilma...que porra é essa?

Tem que ter certeza, po!


Enfim...#oremos