11 de janeiro de 2013

Registros – do que nos assalta


__ Mas se eu morresse hoje, eu poderia dizer que vivi a vida. Eu passei por muita coisa. 
__ É? Tipo o quê? Sair da casa da menina de madrugada pela janela com o pai dela querendo te pegar?
__ É… tipo isso… Sabe, ir pra balada com o pessoal e a gente se abraçava e chorava porque a vida é linda. 
__ E hoje em dia? O que te faz pensar que a vida é linda? 
__ … 

(longa pausa) 

__ Eu não sei. Acho que já passei da idade de achar que a vida é linda.

3 comentários:

Magno Nunes disse...

É... para uns a vida é apenas a convivência.

Para mim a vida é a vivência, contínua, longa e triste em vários momentos, curta e satisfatória em muitos.

Prefiro viver momentos curtos de sabedoria do longos dias/noites de falsa alegria.

Rogerio Barbosa disse...

"Longa e triste em vários momentos". raras vezes escuto uma frase tão depressiva.

Não entendi a segunda frase porque não entendo como a sabedoria pode se contrapor a alegria. De qualquer forma, acho que ser feliz (alegre) é ser sábio. Encontrar a própria felicidade é trilhar por uma sabedoria que poucos trilham.

"Mais vale a eterna solidão do que um 'Eu te Amo' falso". Esta assertiva pode ser uma linda frase para escrever no diário, mas será que ela realmente acalenta seu coração, quando no meio da noite resta apenas você e seu divã?

Desculpe, mas entre sábios e levianos eu prefiro os pragmáticos.

Joey Marrie disse...

Mas eu acho que a vida é linda, mas viver nem sempre o é! =T