5 de agosto de 2008

...as pessoas.

Acordei mais cedo do que de costume.
Com um endereço e um trajeto nas mãos me lancei ao desconhecido lugar. Não sozinha. Mas com todos os queridos desconhecidos que se espremiam calorosamente nos 3 ônibus necessários ao trajeto.
Ainda convalescente, fui obrigada a andar mais do que gostaria. Bem mais do que gostaria, eu diria.
E cheguei.
A sala não era muito grande. E, mesmo que fosse, passar 8 horas dentro de uma sala não é minha atividade favorita.
O almoço e o lanche foram servidos naquela sala mesmo, que era para ninguém circular.
Ao final, saí antes do final, afinal.
Uma sala é basicamente quatro paredes na vertical e duas na horizontal. Meu horizonte já estava ficando desfigurado da sufocante maresia do assunto viciado.
Mais duas horas de trânsito em ônibus lotados.
Depois descobri que os 3 ônibus necessários ao trajeto poderiam ter sido substituídos por 1 ônibus necessário ao trajeto.
E por quê?
E por quê?
Congresso sobre Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.
Os responsáveis, as estradas, o orkut, as vítimas, o comércio, as estatísticas, as meninas, os meninos, as pessoas...

2 comentários:

Déia Félix disse...

Apesar do trajeto, imagino que as palestras em si foram interessantes, certo? o_O'

Magno disse...

as pessoas...

Muitas pessoas imagino...

Realmente apenas quatro paredes na vertical e duas na horizontal não suportam tal moçoila...

Da próxima mandaremos reestruturar melhor...
A culpa do trajeto confuso é a SPTrans...tenho certeza!!!

Hehe...

Beijos Cá..
Má (debaixo de chuva...)