23 de janeiro de 2009

Indubitável

_ Você é muito dado!
_ Não sou não.
_ É sim!
_ Eu tô aqui dizendo isso só pra você.
_ Não! Você dá suas palavras para todo mundo.
_ Não. Eu não daria as minhas palavras pr’aquela senhora, por exemplo, ou pro segurança.
_ Ah... mas você dá suas palavras pra todo mundo que você conhece!
_ Mas não essas palavras.
_ Dá sim! Pra todo mundo.
_ Tá. Você está certa. Você ganhou.
_ Ganhei?
_ É. Realmente eu dou minhas palavras pra todo mundo. Porque você é o meu mundo. Então o mundo todo as tem.
_ !!!
_ É mesmo uma sorte viciada.
_ Você sempre vai perder?
_ Não.
_ Você sempre vai ganhar?
_ Não.
_ Não mesmo, porque você perdeu agora.
_ É. Mas ganhei. Até quando eu perco eu ganho. E vai ser sempre assim.
_ ...

4 comentários:

Luciano disse...

"Construir, manter e destruir. E o ciclo nasce novamente. Afinal, é como se eu me apaixonasse por você outra vez sempre que lhe vejo, mas mais forte que anteriormente."

Amanda Proetti disse...

Não sei o q dizer... mas posso imaginar! rs
Adoro esse momento de vcs!!!

Magno disse...

Xeque mate!

BjoCá

Vivian disse...

ah o amor!
bão demais! Posso dizer "adorooooo"?? rs
beijo!