16 de março de 2009

Inacostumáveis

Acordar com uma britadeira fazendo tremer céus e terras de segunda a sábado.

4 comentários:

Magno disse...

A cidade cresce dentro da cidade grande...

É como um pão, vc faz, ele fica descançando...se depois que vc deixou crescer vc acrescentar mais ovos, e pôr no fogão...vai ser uma erupção e tanta...e vai ser uma caca!

É isso que tá acontecendo aqui...
A cidade tá "pronta" e estão fazendo caminhos de rato dentro, e debaixo dela, quem sofre somos nós...e as arveres somes nozes!

Mas quem está sofrendo agora é a nobre camponesa de coração puro que vai todos os dias ao bosque recolher lenha...

Luciano disse...

Pois é. A citro de si para si e tecnicamentoete ela cresce dentro de si para si e tecnicamente por nós. Mas essa é a cidade dos cês. A minha cidade eu acordei hoje com barulho dos passaros e com o sol no meu rosto. Lindo, não? E como tudo o que é meu é seu. Venha e tome posse. A cidade também é sua.

Guilherme Bernardi disse...

eu acho um privilégio essas coisas

Fe disse...

Isso mostra que esta em São Paulo uma cidade maravilhosa aonde o trabalho corre nas veias.... tubulações, canos, e britadeiras são essenciais na vida de alguem para manternos felizes e dispostos..


Quando ao post... reparando bem.. mas bemmmm mesmo... tanto quanto ambigua essa frase..

hunf..