16 de abril de 2008

Do Gr. Sclavu

O que está absolutamente sujeito a outrem. Há 50 mil deles nos EUA, algo em torno disso também no Brasil.
Nos últimos 4 anos o Brasil libertou cerca de 16 mil pessoas. Os EUA libertaram 6oo (sim, só isso) nos mesmos 4 anos. (A Comissão Pastoral da Terra e o grupo Repórter Brasil fazem um bom trabalho.)

Uma pessoa escravizada, ou seja, coagida, ameaçada, explorada, não cria. É uma força, uma mente, uma vida, perdida.

2 comentários:

Magno disse...

Ainda bem que temos a Pastoral e o Grupo Brasil...

Pros EUA nem é tão interessante que todos sejam libertados...

Ainda estamos longe de soltar todos os grilhões...

Vamos continuar! Quem sabe um dia...

Beijos Cá...
Má (Do que você tem medo?)

V. B. de Moraes disse...

...que de tão presente, faz-se normal.

Valeu por me lembrar o esquecido. Existem coisas muito mais importantes do que nós.

Triste solamente niña.

Pero hay que tener gana!

Besos