24 de setembro de 2008

Histerias urbanas

A época de eleições é linda...
Na faculdade, candidatos se aglomeram como urubus nas portas, cercando os alunos de brindes e sorrisos.
Ontem foi a vez de um gentil eleitorável distribuir seu panfletos coloridos. Mas, mais do que isso. Alguma coisa vermelha e branca gigante balançava com os bracinhos abertos e as mãozinhas chacoalhando, assustadoramente.
Quando passei pela coisa, eis que ouço uma voz:

_ Me dá um abraço?!?!?!

Ignorei.
Foi a vez da minha amiga passar:

_ Me dá um abraço?!?!?!
_ Nãããããããoooo!!!

Poxa... a coisa até murchou...
Falei para ela! Não precisava falar assim também, né?!

6 comentários:

Inquietos disse...

eu acho que é preciso.
Até porque minha mãe sempre me disse duas coisas:
- Cuidado com as más companhias, Guilheeeeerme..
- Me diga com quem andas e te direi quem és. Neste caso, é um abraço, mas acho que se encaixa..
rs

Bjos!

Magno disse...

Ahhh sei lá...vai saber se num era um ser extraterrestre que queria roubar sua alma para salvar seu planeta...

Enfim...Ela poderia ter dito não...mas num tava no dia e o signo dela não estava na lua certa...

Então tá...
Beijos Cá...
Má (Me da um?)

marcella disse...

achei que vc tivesse mais sensibilidade com o ser humano...
essa nao é a Camila que eu conheço.
hunf

euAGAIN disse...

nao sei em quem votar para vereador. todo mundo que se candidato a mamata de ser funcionario publico, se diz bonzinho.
outro dia na faculdade, uma candidata distribuia os folhetos dela...eu me arrependi de nao ter ido ate ela e perguntar:
-e ai!qual é?

Leandro disse...

Pior do que candidatos desconhecidos é achar que alguem ira votar no Sergio Malandro, juro ele estava na porta da minha faculdade...é candidato tambem...
alguem que o numero???

Bjosss ca
^^

Anônimo disse...

as (muitas) vezes... ignorar é pior que falar de maneira exaltada...