30 de setembro de 2008

a_to-amp_tação

Marshall McLuhan em Understanding Media defende que todo o nosso corpo físico existe em função de proteger nosso sistema nervoso central. Sendo assim, cada vez que nosso equilíbrio mental está ameaçado precisamos isolar os eventos irritantes que não podemos evitar ou compreender.

Uma das formas de isolamento é criar contra-irritantes, ou seja, fontes de prazer.

Outra forma é se auto-amputando.
Sim. A roda surgiu para atender às demandas. Com isso, "amputamos" nossos pés (ou inutilizamos os mesmos em sua função primeira). Não somos mais (tão somente) carregados por nossos pés.

Da mesma forma criamos apêndices de nós (arte, tecnologia, acessórios, formas de comunicar e interagir) na tentativa de retornarmos à estabilidade psíquica.
A verbalização é uma forma de restabelecer nosso sistema nervoso central quando este foi abalado por um choque, no caso, de realidade.

Talvez isso justifique o fato de este blog ter já 3 anos, 2 meses e 266 postagens.
Auto-amputei-me muito.
Por quê será?

5 comentários:

Anônimo disse...

PQ?

Fábio M Costa disse...

sempre há uma escolha camis...

Anônimo disse...

O "minha sorte" é uma extensão incorpórea de quem o pensa. E ainda que, às vezes, tenha servido de auto-isolamento ou amputação, é um espaço onde a alma aflora por diversas manifestações...

P.p.

Magno disse...

Não sei...

E agora não posso descobrir...pelo menos por enquanto..

BjoCá
Má (Aleijado)

Leandro disse...

Estudos, trabalhos, responsabilidades demais...mas é a vida...Ruim seria se não conseguíssemos nos Auto-amputar.

Bjosss ca