7 de setembro de 2008

Porque aqui a estrela é você!

Pois que são democráticos estes Dados, dizem e provam que o cantinho do leitor não é só a seção PALPITES, mas cada branco aqui presente.

Eis então os comentários de um leitor que, apesar de fazer uso constante do espaço aberto, estendeu-se por e-mail. E meu chegado teve a coragem:

“Cá! Adoro seu blog. Leio sempre. Tá favoritado aqui. No mozilla tem uma opção que toda a vez que eu entro em uma nova "aba" ele aparece os meus favoritos. Então todo os dias eu passo lá pra dar uma olhada. Desculpe não comentar sempre... nem sempre eu sei o que comentar... ou as vezes não entendo. A maioria dos textos têm um tom de deboche... gosto disso. É como se alguém te desse a chave que abre as portas do mundo, mas antes de entrar, vc pára num bar e toma uma pinga. Tipo! Entende? Não que vc vá fazer isso... é so um comparativo. Tem uma coisa grande nas mãos... mas tbm nem ligo. Te explico melhor quando eu te achar. [...]”

Confesso, amigo, que bebo. Mas tenho que dizer que, embora já tenha tomado um pileque memorável de caipirinha, prefiro vinho. Smirnoff na saída da facu também rola. Mas bem-de-vez-em-quando-quase-nunca. Agora, pinga... Bem... É claro que se eu tiver mesmo a chave que abre as portas do mundo, provavelmente repense meus conceitos quando perceber isso. Até lá me prefiro sóbria. Não que eu vá mesmo fazer “isso”. É só um comparativo. Quanto à "coisa grande que tenho nas mãos", devia ser de alguém. Eu só tava segurando. Mas fico esperando, de coração, que me ache. E que eu te ache. E que nós nos achemos. Uma vez mais. E não só uma.

10 comentários:

Alexandre disse...

Nossa! E pensar que há 10 anos atrás não havia nada disso, toda essa comunicação era distante, restrita e escrita à mão.

A primeira vista tudo parece ter ficado mais complexo, mas sou cada vez mais levado a crer que tudo está do mesmo jeito que sempre foi, apenas está mascarado com nova roupagem... e ainda não nos acostumamos a ela.

Alexandre disse...

Btw, essa na foto é uma das suas tatuagens? ;o)

Magno disse...

Olha...eu sempre disse...

Isso mesmo desde os primórdios, que muita gente lê esta blogagem, mas não comenta...isso eu acho péssimo...

Porque já pensou...vc entra no...esqueci o nome do programa que mostra os acessos...enfim...quando vc entra lá e vê que muita gente acompanha mas não comenta dá uma certa impaciência...

E quando há esse tipo de manifestação você vê que vale a pena insistir...
Como no meu caso, minha blogagem não recebe muitas visitas e nem cometários...por isso sumo às vezes...mas ninguém repara..

Enfim...

Eu sempre soube...

Beijos Cá...
Má (Desde sempre...)

Magno disse...

De gota em gota se constroi uma enchurrada...

Fui arrastado...

V. B. de Moraes disse...

a caipirinha era de pinga. E de vodka tbm.

hehe, o pileque era de se imaginar, mas o "memorável" não foi à toa.

du disse...

ADORO!!!!!
oque?
tudo isso!!!
isso o que?
isso!!
bjs querida

O Marginata... disse...

VAI SER?
Se for, eu só quero saber...
Eu só quero entender...
VAI SER?

Está sendo!!!

Mas temos que saber se estamos dispostos a abrir mão da gente pra da lugar a nós...

Anônimo disse...

Nossa, tem uma moça com a chave do mundo nas mãos! E ela toma porres de caipirinha!!! VIXI, AGORA VAI! hehehehehehehe

Bom, é só lembrar que O de bêbado não tem dono. E eu sei fazer uma batida de frutas que é uma maravilha! Quer tomar junto comigo um dia?

E quanto à "coisa grande". Pergunto: você estava segurando a doçura da Maria Tereza, ou a humildade do Luiz Mauro?

Leandro Vieira dos Santos

Déia Félix disse...

Humm..seção de leitores. seu blog ta famosinho, hein? hauahauaha
Eu entro em tantos e não posto hehe

Ow, dá o crédito da foto pra mim.

E se tiver mesmo essa chave do mundo, beba um pouco para diminuir a pressão :D

Luiz Fernando Betti disse...

Parabéns pelo blog, senti uma ironia nebulosa no texto, mas nada que modifique o estado de espírito de um olho cansado.