10 de outubro de 2008

Inusitadas

Na aula de diagramação...

_ Oi Camila! Isso aqui é seu?
_ Nossa! Minha pasta, meu livro e meu negócio de prender cabelo!
_ Tó!
_ Obrigada...
_ De nada.
_ Onde tava?
_ Na outra sala. Acho que você esqueceu lá.
_ Nossa... Mas como você sabia que era meu?
_ Ah! Só você que lê esse tipo de coisa!

"Estamos numa sala de jornalismo. McLuhan não devia ser assim tão atípico", pensei sem dizer. Não me lembro de ter trocado nenhuma palavra anteriormente com a simpática colega. E ela me reconheceu.
Por um livro.
Do McLuhan.
No terceiro ano.
De jornalismo.

6 comentários:

Magno disse...

Poderia ter te reconhecido por outras várias coisas...

Como por exemplo pelo seu casaco azul...
Pelos seus brincos que balangam...
Pelo seu boton da Amy...
Pela sua camiseta do Princeso...

Enfim...poderia ficar horas dizendo...
Mas vou dormir..

BjoCá..
Má (unf...)

Chico Silva Jr disse...

A distinção de ser distinta.
Se comparar a um jardim onde só há rosas, um Copo-de-leite se destaca sempre...

Iêda disse...

Eu diria: cuidado, as pessoas te vigiam o tempo todo!! hahaha
Adorei o Blog!
Ah, e obrigada pela visitinha no meu!
Bjo

gemini disse...

"Só vc lê esse tipo de coisa"...
McLuhan no terceiro ano de jornalismo é para poucos, então? rs
Sinta-se feliz! Pelo menos você sabe que "o meio é mensagem".

Déia Félix disse...

A gente aprende sobre McLuhan desde o 1ª ano, mas foi vc quem decidiu se aprofundar no assunto xD

Felipe Teles disse...

Voce nao eh normal em curso algum... fato...