7 de março de 2008

O jeito é lidar com isso

O ser humano nunca é. Sempre está sendo. Porque nunca acaba seu próprio contorno, não pode fechar o projeto de si. Está sempre mudando, alterando-se, crescendo, aprendendo, transformando(-se).
E tudo começa com os primeiros traumas da vida. Quando engatinha alegremente e te pegam comendo a ração do cachorro (porque ninguém lembrou de te dar algo mais saudável) e te gritam. Algum adultossauro te arranca do solo, grita e bate na sua mãozinha. Pronto. Ali aconteceu o primeiro trauma.
Calma. Todo mundo tem problemas. Isso é normal.
Naquela fase da vida você começa a querer descobrir o mundo, viver aventuras, tipo se pendurar no tanque e morder sabão em pedra pra ver que gosto tem. Sua mãe então, sente seu distanciamento e fica triste, porque se sente rejeitada, sente que você não precisa mais dela. Só que você precisa e se lembra de chorar bem no ouvido da mamãe quando acontece alguma coisa. Ela, depois do processo de rejeição que você começou quando quis bancar o auto-suficiente de fraudas, também te rejeita, fazendo a linha "você já está bem grandinho!". Essa é a "ferida narcísica", teorizada por Freud.
Esse processo de individuação - ou seja, você se vendo como indivíduo autônomo - pode tomar diversos rumos, bem ou mal sucedidos. Mas uma coisa é certa: você repetirá a luta desesperada por compreensão quando se sentir rejeitado em qualquer situação posterior em sua vida. E isso se chama transferência. O espelhamento da relação materna com o vizinho, o colega, o amante, o padeiro, enfim!
Em linhas gerais, o que eu queria dizer é que seu comportamento neurótico (seja lá quem você é, porque todo mundo é neurótico mesmo) tem explicação. Mas como curar as feridas narcísicas?
Eu não tenho a solução.
Ninguém tem.
Legal né?!
Bom final de semana.

2 comentários:

Magno disse...

Ooooooooooh beleza...vc não tem a resposta!

Agora ferro....

Sabe essa coisa de neurose é complicado...afinal, se todos somos neuróticos então...você também é...como vou saber se você não está querendo me enganar?! Afinal você também é neurótica...meu deus! tem um cara do meu lado com jeito de neurótico!

Ahhhhhhhhhhhhh tem uma moça na sala do lado com jeito de neurótica....MÃÃÃÃÃEEEEEEEEEEEEE...ela me abandonou...humf....


Beijos Cá...
Má (você ainda queria 8h10!)

Magno disse...

É...

eu sou neurótico...


...ótico...ótico...