9 de março de 2008

Problemática da vida

Tudo é um problema para nós, humanos. Até, e principalmente, as coisas mais simples.
Um animal qualquer pode simplesmente dormir quando tem sono, comer quando tem fome, fazer xixi quando tem vontade. Nós não. Temos horários, posições e lugares muito específicos pra tudo.
Eu, por exemplo, já tive que fazer xixi numa cachaçaria de beira de estrada.
Veja: uma viagem que era pra durar 1h30 durou 6h. Tava calor, eu bebi muita água. Homem ainda tem alguma vantagem. Mulher não. Precisa de toda uma situação propícia.
Ontem teve uma passeata no centro da cidade sobre o dia internacional das mulheres e sua luta. Entre os gritos de protesto e a confusão de gente me enfiaram uma tirinha de quadrinho na cara. Sabe como é, esse povo que grita por direitos iguais... A tirinha era a história de uma mulher que aprendeu a fazer xixi de pé, entrou no banheiro masculino e fez no mictório, enquanto um homem do lado olhava estupefato. E ela, a menina do quadrinho, fazia a maior cara de satisfação.
Gente, na boa, mesmo sabendo que as prostitutas tailandesas fazem coisas mais difíceis, ainda prefiro não arriscar e lidar com a problemática de ter nascido gente – e do sexo feminino, ainda por cima.

2 comentários:

Magno disse...

Olha...realmente seria estranho ver uma mulher se espremendo para fazer pipi no mictório...

Tem um filme...com a Cameron Dias...que a companheira dela faz xixi num banheiro masculino...por falta de opções já que não existia o feminino no local...

Enfim...mas mulher tem mesmo problemas para ir ao banheiro...PARA IR TODA HORA...tem gente que assim que bebe água tem que tá, no mínimo, próximo...senão...CHUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA...É FOGO...

Mas ohhh...vou contar um segredo...não tem lá mta graça usar o mictório não...

Enfim...

Viva as woman's!
Viva o vaso sanitário!

Beijos Cá...
Má (BUUUUUUU....tá assustada?)

V. B. de Moraes disse...

Uma mulher fazendo xixi no mictório significa uma exaltação da superestima masculina ou seria uma bofetada elegante na diminuta sociedade machista?

(...)

Me-do, diria LM.