21 de junho de 2008

Meio tri(bo)bal

Admiro as pessoas que têm personalidade. Sempre gostei disso, sabe? Desse contra-fluxo, dessa tentativa de não ser o mesmo, dessa mania de inovar. É ótimo.
Tipo: assistir algum programa cultural enquanto tá todo mundo vendo novela ou futebol. Genial. Super corajoso.
Admiro os homens de coragem. Um cara que entra na faculdade de jornalismo e não sonha em ser jornalista esportivo, pra mim, é um máximo.

Mas... assim...tá...
É bacana ser original...
Mas gritar que nem Tarzan na Paulista... tipo...
Sei lá...

Se me disserem que isso chama mina pra !@#$%^&*, igual a camisa de um amigo meu, até vai... Mas pra fazer graça pra outro macho... ah... sei lá...
Isso me lembra uma coisa meio tribal...
Percebe?

5 comentários:

Anônimo disse...

Sei lá, bicho esquisitos essa coisa de homem... São criados fora do ambiente selvagem? Podem ser socializados?
Cuidado com alguns. Há quem deve fazer da lua somente atrativo para uivar e se "desvirar" de lobo...

P.p.

nata disse...

ahahhahah... isso aconteceu de verdade???bacana...ahahhaha
queria ter visto...

Magno disse...

Olha...é o grito do acasalamento..

A camisa pode até pegar mina pra c...mas o cara que é bom...necas...por enquanto ele fica com os bumbuns lisinhos..hehe...

enfim...nessa nossa tribo urbana tem de tudo...

Ôe...pulando...hehe

Beijos Cá...
Má (Ching Ling Magic World!)

Anônimo disse...

É, tenho a mesma opinião da Camila.
Pra mim, jornalista que se forma só para seguir carreira na área esportiva possui uma mente medíocre e uma mentalidade de merda.

Fe disse...

ja li em algum lugar "macho que é macho grita na paulista mano".
aa nao, nao era algo assim...


mas pensa comigo, os mano do timao é rebaixado e agora parece que gosta mais...

eu quero ver se esses mano chega em casa ve a mulher com outro e diz "aeee mano.. eh nois.... NUNCA VOU TE ABANDONAR.."..

isso só prova que homem da mais importancia ao futebol do que a mulher neh..

T amo