28 de fevereiro de 2008

Dormindo em pé

Literalmente. Dormindo em pé. Ou na privada, sentado.
Eu já dormi na privada. Trabalhava em uma loja onde não tinha cadeiras. Eram tempos difíceis. Nada comparado à maravilhosa vida que tenho hoje como estagiária de uma agência de notícias. Pff! Nem comparação! Não tinha nenhum banquinho na tal loja. Era eu e minhas pernas com cãimbras. E só. Quando o sono apertava, corria pro banheiro. Tinha duas alternativas: a primeira era fechar a tampa da privada, sentar em cima, apoiar a cabeça no pininho da descarga e dormir. Dez minutos que seja. Eu precisava. Ou então sentava no chão mesmo. Dependendo da forma como as costas doíam naquele dia, eu optava pela privada ou pelo chão. Para acordar, só se a cabeça despencasse sozinha, alguém fizesse barulho na cozinha (pasme! O banheiro ficava adjacente à cozinha!!!) ou então alguém me chamasse. Eu achava aquilo uma folga do tamanho do mundo! Imagina! Alguém te gritar enquanto você tá no banheiro!!! Tem coisa mais absurda??? “Camilaaaaaa! Camiiiiiiila! Caaaaaa!” - Vai! Não precisava!
Fora isso, já dormi sentada esperando para uma entrevista de emprego. E fui aceita, tá?!
Mas isso não é nada! Tem um amigo de um amigo meu (e isso não é lenda urbana!) que dorme de pé no metrô. A técnica é simples, mas altamente sofisticada. Sabe aquelas mochilas de uma alça só que fica na diagonal na frente do corpo? Então! Ele monopolizava um dos canos verticais prateados de apoio do metrô. Abraçava um e travava a mochila ao mesmo tempo nas costas e no cano. Dessa maneira ele podia soltar o peso do corpo que a trava da mochila o prendia no cano. Não é demais??? É genial! Que Zeca Pagodinho que nada! Bom mesmo era esse cara! E ficava super interessante, porque, pensa comigo, ele relaxava (creio que não chegava ao estado de alpha, mas dá pra dar uma cochilada) e ficava numa posição tipo de rapel, sabe??? Meio montado num cavalo inexistente que deixa as pernas separas, como quem fez alguma coisa nas calças, e as costas tortas, a cabeça tombada...
Isso me lembra um episódio do Mister Been, quando ele tava numa igreja e, entre a verborragia do padre, acabou dormindo. Daí ele foi como que se desmilinguindo no banco, até que caiu e, quando se deu conta de que já tava no chão, ajoelhou pra disfarçar, fazendo uma carinha de temente a Deus. Uma graça.
Mas... voltando a falar de mim, já dormi também falando ao telefone. Mas o que tornou a situação ainda mais ridícula foi que a pessoa ligou no meu celular pra me acordar e avisar que ainda estava no outro telefone e que era melhor eu ir dormir de verdade! Pff! Ridículo! (eu, é claro)
Por incrível que pareça eu não sofro de distúrbio do sono. Pelo contrário! Sou muito saudável! E, justamente por isso, sinto falta de dormir saudavelmente.
Bons tempos...
(suspiro)

4 comentários:

Magno disse...

Ahhh meu deus...
Que engraçado..

A Cá tem sérios problemas com sono, o que acaba acarretando problemas com horário. Não dá para acordar cedo e chegar na hora no mesmo dia...ou uma coisa ou outra...

Dormir sentado é bem comum, tem gente que usa o óculos com armação mais grossa para das aquela pestanejada de leve...

A do banheiro eu já conhecia...mas essa do rapel é SEN SA CIO NAL...
só fico pensando nas outras pessoas olhando a cena..parece um leitão que fica secando no varal...que coisa o_O

Esse do tel...nossa...a que ponto chegaste! O cara deve mesmo gostar de você moça, afinal, ele poderia ter simplesmente desligado o telefone...

O pior era que no dia seguinte, concerteza, você nem reparou que tinha dormido, afinal, quando damos esse chochilo vamos para outra dimensão. É como se o tempo não passasse por alguns segundos.

Ahhh que coisa...mto boa mesmo.
Durma um pouco, já que o Pinda vai ferrar a bagaça no final de semana! MALEDETO!

Beijos Cá...vc é...
Má (ahhhhh que engraçado...rapel...)

V. B. de Moraes disse...

A do banheiro é clássica.

Muito utilizada em redações que abrem às 6:00h e em shoppings!

A do metrô é totalmente excelente. Fenomenal. Esse cara vai ser um Washington Olivetto. (se eu não roubar a idéia antes)

Imagino o quanto vc (não) dorme.

C. Dayan: disse...

Dormir é a coisa mais gostosa. Minha atividade preferida é a do sono. É uma verdadeira realização.

E o método do metrô eu já uso. não assim como seu amigo, mas durmo em pé também.

Durma, Camila, Durma muito e depois me conte os sonhos :0)

Beijo D'propositado

Doutrina X disse...

ahehahehaehaheahe, fantastico eu adoro dar uma cochilada no busão é tudo de bom aehahehahehaheae

Camilinha vc é uma profissional do sono ahehahehaehahehahe.