29 de fevereiro de 2008

Um ponto no meio do nada

“Para que serve um ponto de ônibus quando não serve pra nada?”
Faço essa pergunta a mim mesma toda vez que passo em frente a um determinado ponto de ônibus que fica no meio do nada. Quer dizer, não é bem assim: nada, nada. Fica entre outros pontos de ônibus. Numa avenida.
Atrás? Nada. Nenhum comércio. Em cima? Um viaduto. Dos lados? Só outros pontos a vários metros de distância. Na frente? Carros numa velocidade que te esmagariam feito barata.
Ou seja, é só um palitinho colorido ali, com uma plaquinha da prefeitura indicando que se trata de um ponto de ônibus.
Mas o mais importante mesmo é a plaquinha! Senão, como as pessoas iam saber que se trata de um ponto de ônibus????
Percebe?

3 comentários:

Magno disse...

Ahhhh...então...

Se não fosse a placota...ferraria...

Ainda mais tem um barranco danado em alguns...já penso...

"Deslizamento de terra mata um passageiro que queria entrar em ônibus, o cidadão nem teve tempo de respirar quando um osso de Velociraptor caiu em cima dele.

-Ainda bem que descobrimos esse osso, agora o Brasil entra para o seleto mundo da arqueologia.
-Mas e o cara que morreu?
-Não era cara bobinho...era um dinossauro! bobinho"

É...não tamo valendo nada...hehe

Enfim...dá uma reparadinha e vê se a Cá num tem razão...depois me da um toque...

Beijos Cá...
Má (sive colere mecum?)

Magno disse...

ahhhh...mto boa a postagio...

Ai ai ai...depois desse trânsito..uma risadinha vai bem...

Anônimo disse...

hahaha
Imagina Cá..
Poderia ser pior !
Já pensou se não tivesse
realmente nada lá ??
Aí sim, você poderia falar
que achou que lá não era nada !
Mas tem a plaquinha, pra falar
que aquilo não é um nada..
É um ponto ! Agora tira a plaquinha
de lá, pra você ver..Vai ficar sem nada! =O
E aí vai ficar sem nada mesmo.
Sem naaaaada(plaquinha)
e sem nada (ponto de ônibus)...

Ó...Filosofei agora, heim...
hahahaha

Adorei o post ! :)
Beijooo da sua SISTER